A trotinete eléctrica é uma das principais inovações no domínio dos veículos ou meios de transporte movidos a energia limpa. É um objecto muito simples mas, sobretudo, muito fácil de utilizar.

Nasceu como um brinquedo para crianças, mas leva muito tempo para que os adultos e os desportistas também se entusiasmem. Existem, de facto, numerosas variantes e modelos de trotinete eléctrico, desde modelos para a cidade até modelos para estradas de montanha difíceis, adequados para excursões. Tem muitas características, incluindo ser amigo do ambiente e proporcionar uma divertida liberdade de circulação. Dependendo do modelo escolhido, estas características podem mudar, mas em geral o facto é que a trotinete eléctrica é um objecto muito comum e fácil de utilizar.

Em geral, pode dizer-se que ligar uma trotinete eléctrica é realmente uma brincadeira de crianças. O essencial é ter um pouco de força nas pernas para poder fazer o impulso propulsor para activar o motor. Estes movimentos são realmente muito simples e, sobretudo, não têm de ser feitos durante muito tempo, mas apenas durante alguns segundos. Estes movimentos são também grandemente facilitados pela aderência segura do guiador e pela leveza de toda a estrutura, como acontece com a maioria dos modelos de trotinete.

Como funciona e como se liga uma trotinete eléctrica?

Muito simples. Estes produtos têm uma ou uma série de baterias que compõem o motor e que são colocadas em movimento através do chamado “movimento assistido”. Este termo indica a capacidade da trotinete para integrar o impulso mecânico da pessoa com a ajuda do motor eléctrico do próprio motor. Isto significa que o impulso da pessoa é de importância fundamental para “arrancar” o motor da trotinete. Neste sentido, a trotinete também pode ser utilizada sem a utilização da bateria, se esta estiver descarregada, o que não impede a sua utilização.

Em particular, ligar a trotinete eléctrica é realmente muito simples. Pressione o botão de ligar, dê alguns impulsos com o pé e, ao mesmo tempo, acelere com a alavanca especial que se encontra posicionada no guiador. E está feito.

O “empurrão assistido” da pessoa que transporta a trotinete activa o motor que, uma vez ligado, continua a viagem de forma autónoma e sem necessidade de outras acelerações mecânicas, mas apenas através da alavanca. A velocidade de cruzeiro da trotinete, de facto, é dada única e exclusivamente pela utilização do acelerador. Em alguns casos, alguns modelos estão também equipados com sistemas especiais de controlo de velocidade ou de poupança de energia.

Conduzir uma trotinete eléctrica

A diferença entre uma trotinete eléctrica e uma trotinete tradicional reside no impulso. No primeiro caso, é um empurrão mecânico da pessoa que conduz, enquanto que no segundo caso o empurrão é eléctrico e a pessoa que o conduz gere através dos comandos do guiador.

Uma vez iniciada, como mencionado acima, a trotinete eléctrica pode ser facilmente operada a partir do guiador. Isto é utilizado para definir a direcção e para virar e estas são operações realmente muito intuitivas. No guiador, além disso, existe toda uma série de comandos e o principal é o acelerador. Esta é formada por um cabo prático (como no caso dos monociclos) ou por uma alavanca. Em alguns casos, no guiador existe também um dispositivo adicional para a activação dos travões, quando presente. Noutros casos, pode também haver um botão para acender o farol.

Variações no arranque e na utilização da trotinete eléctrica
Uma vez que existem muitos modelos de trotinetes eléctrica disponíveis no mercado, não é possível listar todas as características, ou funções. Certamente, o modo de condução e o modo de ignição são comuns. Existem, no entanto, alguns sistemas muito comuns que são muito frequentemente integrados nestes produtos.

Eis alguns exemplos.

Modo de poupança de energia

Alguns modelos também podem ter variações tanto no sistema de ignição como na escolha do modo de cruzeiro, ou seja, na utilização e nas definições de velocidade. Em muitos casos, existe um modo clássico e um modo de poupança de energia. Neste último caso, alguns segundos após o arranque da trotinete, o sistema activa automaticamente o modo de poupança de energia através do qual o motor poupa as baterias. O defeito deste modo é que a velocidade é muito baixa.

Sistema ABS na roda da frente

Trata-se de um sistema de segurança que impede uma provável inversão. Este sistema é activado quando se está em terreno irregular (e a trotinete não é adequada para este tipo de superfície) ou mesmo devido a uma travagem brusca. De uma forma muito simples, a roda dianteira bloqueia-se automaticamente.

Sistema de Cruise Control

Quando se tem de fazer viagens particularmente longas (bateria a permitir), este modo permite estabelecer uma certa velocidade que se mantém constante durante toda a viagem. Normalmente é activada após cerca de 5 segundos da ignição, o tempo necessário para permitir que a trotinete atinja uma velocidade média. Além disso, ao activar esta função, a alavanca do travão (normalmente presente nestes casos) é automaticamente desactivada.

Bluetooth para ligação à aplicação

Nem todos os modelos têm esta característica, mas é definitivamente uma função muito útil. A aplicação está ligada ao motor da trotinete eléctrica e, em particular, permite uma melhor monitorização do nível da bateria. Além disso, graças à aplicação, pode também activar mais facilmente todas as funções que um modelo específico possui. A partir do aplicativo é também possível definir uma senha de segurança, sem a qual não é possível ligar a trotinete.

Indicadores LED do nível da bateria

Muitos modelos têm uma série de indicadores, “luzes” que indicam o nível actual da bateria da trotinete. Este é um sistema particularmente eficaz e intuitivo e estes LED são normalmente posicionados em série no guiador ou por baixo dele. Existem vários tipos de indicadores. Um primeiro tipo vê todas as luzes acesas quando completamente carregadas e apenas uma quando quase vazia. Um segundo, por exemplo, tem um LED verde para carga completa e um LED vermelho para carga vazia, com qualquer outro LED entre as duas extremidades.

Sistema de travagem de poupança de energia

A maioria dos modelos tem este sistema. Quando o condutor da trotinete pressiona a alavanca do travão, o motor deixa de fornecer energia. Isto significa que é como se se desligasse durante a travagem, permitindo que as baterias poupem energia. Normalmente, este sistema é activado tanto para os travões dianteiros como para os traseiros (se presentes).

Modo Step ou follow me

Este é um modo muito especial que permite que a trotinete viaje a uma velocidade constante de cerca de 5 km/h. Este modo é muito útil para poder andar ao lado da trotinete sem ter de a empurrar, ou para viajar de forma tranquila e manter-se equilibrado sobre ela sem qualquer esforço. Este modo também é amplamente utilizado em estradas planas e permite-lhe andar devagar sem desperdiçar demasiada energia da bateria.

Controlos de protecção

Mesmo que seja um produto muito simples, muitos modelos de trotinetes integram alguns sistemas de protecção no “cérebro”. Estes são concebidos para controlar algumas das funções mais sensíveis do motor, tais como curto-circuito, sobre-corrente, sobrecarga, baixa tensão, etc. Este sistema de controlo permite que a manutenção e utilização da trotinete seja mais cuidadosa e segura.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *